Energia solar aumenta demanda por financiamento

Apesar de nos últimos anos o preço de investimento em um sistema de energia solar ter diminuído consideravelmente, ainda hoje, esse custo é visto como investimento atrativo. Porém, é inegável que investir em energia solar, renovável, seja promissor,e pode resultar em retornos positivos no futuro.

Mas nem mesmo o custo no investimento pode ser usado como justificativa para não aderir o uso da energia fotovoltaica. Isso porque, um estudo elaborado pela Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar) para auxiliar o mercado na busca, análise e seleção de opções de financiamento apropriadas para projetos de energia solar fotovoltaica aponta que as opções são inúmeras e diversificadas, com mais de 70 produtos de crédito de mais de 25 instituições financeiras distintas.

Segundo dados da associação, a energia solar produzida no país representa apenas 1,2% do total da matriz elétrica nacional, o que demonstra grande potencial no setor. Este cenário fez com que investidores e instituições financeiras enxergassem aí uma grande oportunidade de investimento na área.

Ainda de acordo com a Absolar, os investimentos em geração solar fotovoltaica no Brasil já passam de R$ 15 bilhões, considerando projetos de geração centralizada e de geração distribuída. Este montante está dividido entre bancos públicos e privados, cooperativas de crédito e até mesmo as próprias empresas que oferecem o sistema gerador da energia solar.

Com o aumento da procura, as instituições financeiras do país estão ganhando mais experiência com projetos. Alinhadas às recomendações, essas instituições que atuam no Brasil têm desenvolvido novos produtos financeiros, bem como aprimorado produtos já existentes.

Em Mato Grosso, isso não é diferente, a Enerzee, empresa do ramo de energia solar, criou o sistema chamado “Transitions”. Uma forma de tornar a tecnologia acessível a todos com a aquisição de placas fotovoltaicas a partir de apenas uma unidade e ainda sendo possível parcelar o valor da aquisição.

O Transitions é uma espécie de porta de entrada para quem deseja fazer parte deste mundo inovador. O interessado pode iniciar a montagem de seu sistema com a compra de apenas um módulo, que ficará em nosso estoque para entregas futuras. A partir daí ele ganha uma cota de participação em nossa usina e receberá mensalmente um valor em dinheiro. Assim que ele adquirir sua décima placa, dentro de um período de cinco anos, ele pode solicitar a instalação do sistema completo onde desejar, desde que haja condições técnicas.

Hoje, segundo ranking da Absolar o Estado ocupa o quarto lugar no ranking entre os Estados com maior potência instalada em geração solar distribuída com 64 megawatts (MW) de potência instalada, equivalente a 6,4% do que é produzido no país. Já Cuiabá está na sexta posição no ranking dos municípios no país, com 8,9 MW, cerca de 1% de geração da energia solar.

O potencial energético de Mato Grosso não passou despercebido pelas instituições financeiras, o Sicredi, por exemplo, registrou aumento de 2.329% no saldo da carteira de crédito destinada ao financiamento de projetos de energia solar na região Centro Norte, que abrange os estados de Mato Grosso, Rondônia, Pará e Acre, no período de um ano. Em março deste ano, a carteira totalizou R$ 40,602 milhões, contra R$ 1,671 milhão no mesmo mês de 2018.

Dentro desses R$ 40,602 milhões, as empresas contrataram R$ 27,526 milhões (67,8%), as pessoas físicas urbanas contrataram R$ 7,274 milhões (18%) e os produtores rurais R$ 5,802 milhões (14,2%). O saldo registrado em carteira corresponde a 567 operações, contratadas por associados que viram a oportunidade de investir em um projeto energético que trará economia ao longo de pelo menos 20 anos.

Já o Santander nessa linha de financiamento, busca incentivar a utilização de fontes renováveis, como a solar fotovoltaica, no Brasil todo. Pessoas físicas e jurídicas, com conta no banco (ou não), estão aptas a parcelar em até cinco anos a instalação de um sistema fotovoltaico, com financiamento de até 100% dos itens financiáveis.

Com os preços em queda e com cada vez mais linhas de financiamento, o futuro da energia solar é prospero. Além de ser uma fonte de energia que pode ser gerada do seu próprio “quintal”, a energia solar é limpa, renovável e não agride o meio ambiente, diferente das que utilizam combustíveis fósseis e das hidrelétricas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *